Hollande visita estação onde trem descarrilou em Paris

Pelo menos seis pessoas morreram no acidente

Por O Dia

Paris - O presidente da França, François Hollande, visitou nesta sexta-feira a estação de Bretigny sur Orge, onde um trem descarrilou e causou a morte de pelo menos seis pessoas. A Presidência da República informou da visita de Hollande ao local do acidente, situado 20 quilômetros ao sul da capital francesa.

Na estação continuam os trabalhos de resgate das pessoas presas nos vagões que descarrilaram em um trem que fazia a rota Paris-Limoges e que tinha saído da estação de Austerlitz. Um porta-voz do Ministério do Interior citado pela "BFM TV" informou que pouco antes das 20h locais (15h de Brasília) haviam sido contabilizados seis mortos, e entre os feridos nove pessoas estavam em estado muito grave, outras 17 em estado grave e 192 com lesões leves.

François Hollande no local do descarrilamento do trem Efe


De acordo com a mesma fonte, que ressaltou que era um balanço provisório, no terreno estavam trabalhando 300 bombeiros e oito helicópteros, além de várias dezenas de veículos dos serviços de saúde e de proteção civil. O presidente da empresa ferroviária francesa SNCF, Guillaume Pépy, declarou que foi ativado um telefone para atender as famílias das vítimas.

Um porta-voz da Sociedade Nacional de Ferrovias ressaltou que é cedo demais para pronunciar-se sobre as causas do acidente e que já iniciaram uma investigação que trabalhará "de forma independente".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência