Nelson Mandela continua melhorando, mas ainda segue em estado crítico

Chefe de Estado faz chamada aos empresários para que apoiem um dos maiores sonhos de Madiba que é construir um hospital para crianças

Por O Dia

Johanesburgo (África do Sul) - O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela "continua melhorando", mas ainda segue "em estado crítico", informou nesta terça-feira a Presidência da África do Sul em comunicado. "O ex-presidente Nelson Mandela segue em estado crítico, mas estável em um hospital de Pretória, e continua mostrando melhoras", dizia a nota, a primeira após vários dias de silêncio oficial sobre a saúde do antigo estadista. O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, pediu a seus compatriotas que "continuem rezando por Madiba" - nome pelo qual Mandela é popularmente conhecido em seu país.

O que fora o prisioneiro político mais famoso do mundo foi internado no último dia 8 de junho em estado grave em um hospital de Pretória, devido à recaída de uma infecção pulmonar. O estado de Mandela piorou o último dia 23 de junho, quando seu estado passou a ser crítico. Desde então, mesmo com o progresso anunciado hoje, o estado de saúde de Mandela se mantém "crítico, mas estável".

Zuma agradeceu a população pelos trabalhos comunitários realizados durante as celebrações do 95º aniversário (no último dia 18 de julho) do ícone da luta contra o regime racista do "apartheid", imposto pela minoria branca até os anos 90.

O atual chefe do Estado fez também uma chamada aos empresários para que apoiem um dos sonhos mais ambiciosos de Mandela: um hospital para crianças com seu nome. "Madiba ama as crianças e quer o melhor para elas. Quer garantir um futuro melhor.

Ele expressou de forma eloquente que deseja um hospital especial para atender as necessidades das crianças, daí os planos para fundar o Hospital Infantil Nelson Mandela em sua honra", assinalou Zuma no comunicado.

"O Ministério da Saúde, a sociedade civil e a acadêmica trabalham juntas para fazer deste projeto um êxito. O hospital será um dos legados mais inspiradores deste estadista e líder de nosso povo, e convidamos a todos os setores a apoiar ativamente este projeto", acrescentou Zuma.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência