Visita ‘virtual’ após transplante de rim

Doador e receptor de órgão podem se ver

Por O Dia

Rio - Para promover ‘encontros’ entre doador e receptor de transplantes, o Hospital Estadual da Criança lançou a ‘Visita Virtual’. Com a ajuda de dois tablets, os pacientes podem se ver e conversar.

Depois de doar o rim para o filho, no último dia 31, o argentino Elio Felix Capeletti, 53 anos, viu o pequeno Martin Gabriel Capeletti Siqueira, 11, por meio do aparelho. “Uma coisa é uma pessoa dizer que ele está bem, mas vê-lo sorrindo pelo tablet é algo diferente. Estou mais tranquilo”, disse.

A recuperação pós-transplante impediu que o pai caminhasse até o quarto do filho.Um aparelho ficou com Martin no CTI e o outro com Elio no quarto. “A visita virtual melhora a ansiedade do doador, que quase sempre é um parente”, disse Lúcio Abreu, da área de Qualidade do hospital.

Elio de 53 anos, doou um rim para seu filho de 11 anosDivulgação


Últimas de _legado_Mundo e Ciência