Por juliana.stefanelli

África do Sul - Para muitas pessoas, seria um pesadelo nadar ao lado de tubarões tigre sem rede de segurança. Mas para Lesley Rochat, conhecida como "tubarão guerreira" não há problema algum. Ela está tentando convencer as pessoas que os tubarões não são monstros comedores de seres humanos, e que essas criaturas são essenciais para a saúde dos oceanos do mundo.

Vestida apenas com um biquíni, Rochat disse que queria estar vulnerável ao nadar a centímetros de distância dos tubarões para mostar que eles não são tão perigosos quanto as pessoas pensam e contudo, tentar diminuir o pavor sentido pelos banhistas com a presença deles, principalmente na praia do Tiger, na África do Sul.

Sem proteção e usando apenas biquini, Lesley Rochat nada com os tubarõesReprodução Internet

Ela administra uma campanha da Organização AfricOceans, que tem como objetivo tentar dimuir as redes de segurança de tubarões para os banhistas. Lesley diz que as redes são desnecessárias e responsáveis por centenas de mortes de animais que são apanhados presos nelas. Além dos tubarões, os ambientalistas advertem que as redes também matam um grande número de golfinhos, tartarugas e raias.

Segundo Lesley, foi impressionante como eles não se abalaram com as fotografiasReprodução Internet

Tubarões tigre estão em segundo lugar na lista de ataques registrados aos seres humanos. Só perdem para o grande tubarão branco. No entanto, a maioria dos ataques não são fatais. A espécie está ameaçada e submetida as pescas ilegais.

Espécie é caçada para retirar sua pele deslumbrante que é parecida com a dos tigresReprodução Internet


Você pode gostar