Novos métodos para acabar com a enxaqueca

Médicos incluem práticas como acupuntura, massagens e até a aplicação de toxina botulínica no tratamento das dores de cabeça intensas, além dos medicamentos

Por O Dia

Rio - O tratamento à enxaqueca crônica foi ampliado e o combate às dores passou a incluir práticas que vão além dos remédios. Aplicação de botox, massagens e acupuntura são algumas das técnicas que integram o novo Consenso Latinoamericano para as Diretrizes de Tratamento da Migrânea Crônica. O material foi desenvolvido por 31 médicos do Brasil e América Latina.

Acupuntura está no protocolo criado por 31 médicos latinoamericanos Paulo Araújo / Agência O Dia

Segundo Ariovaldo da Silva Júnior, médico da Sociedade Brasileira de Cefaleia, o tratamento com remédios neuromoduladores não pode ser substituído, porém especialistas reconheceram a validade de outras técnicas. Ele explica que aplicações de cinco unidades de toxina botulínica do tipo A, em 31 pontos da cabeça e do pescoço, bloqueia as terminações nervosas que geram a dor.

“O procedimento não cura, mas melhora a qualidade de vida. A maioria dos pacientes sente menos dor e reduz a quantidade de analgésico”, disse, acrescentando que cada sessão dura vinte minutos e custa R$ 2,4 mil.

Além do botox, Júnior conta que foram aceitas as chamadas ‘terapias mente e corpo’, que incluem acupuntura, ioga, relaxamento e massagem orientais.

“Essa reunião criou um guia que não existia anteriormente para ajudar colegas a tomarem as melhores condutas”, explica Marcelo Ciciarelli, presidente da Sociedade Brasileira de Cefaleia.

A forma crônica da doença ocorre quando os sintomas aparecem pelo menos 15 dias por mês, durante três meses. São eles: dor intensa em um lado da cabeça, sensibilidade à luz e incapacidade de realizar atividades. Os principais fatores de risco para desenvolver enxaqueca crônica são ser mulher, ter entre 20 e 39 anos, não praticar esportes, sofrer de distúrbios do sono, ansiedade e depressão.

PREVENÇÃO

REMÉDIOS
Tomar analgésicos mais de duas vezes por semana aumenta o risco de enxaqueca crônica.

CONTROLE DE PESO
Índice de Massa Corporal acima de 30 está relacionado ao problema.

RONCO
O hábito é duas vezes mais frequente em pessoas que têm enxaqueca todos os dias. Trate a apneia do sono e o ronco.

RELAXE
A enxaqueca é mais comum entre as pessoas estressadas, ansiosas, depressivas e que não lidam bem com problemas. Tratamento psicológico, muitas vezes, é indicado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência