Polícia saudita multa seis homens por permitirem que mulheres dirijam

Mulheres são proibidas de conduzirem veículos desde 1990

Por O Dia

Riad (Arábia Saudita) - A Polícia saudita multou seis homens por permitirem que mulheres sob sua tutela conduzissem seus veículos, o que vai contra a lei da monarquia absoluta ultraconservadora islâmica, informou nesta quarta-feira o jornal local "Al Sharq".

O periódico, que cita o porta-voz da Polícia de Tráfego da parte oriental do país, Mansur al Shagra, relatou que a maior das infrações foi registrada em praias e áreas desabitadas. Os multados terão que pagar 900 riais (R$ 536) por "oferecer seu veículo a pessoas que não têm permissão de dirigir".

Um grupo iniciou nesta semana uma campanha para exigir que os sauditas possam dirigir e convocou as mulheres para irem para as ruas com seus carros no dia 26 de outubro para desafiar a proibição.

As mulheres não podem dirigir na Arábia Saudita desde 1990, quando o já morto mufti xeque Abdulaziz bin Baath emitiu uma medida nesse sentido, que foi levada ao Ministério do Interior. O habitual é que as autoridades prendam os motoristas e retenham o veículo até que o "mehrem" (semelhante a um tutor) se apresente à delegacia e assine um documento garantindo que a infração não se repetirá.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência