Por julia.amin

Buenos Aires - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, se recupera bem da operação à qual foi submetida nesta terça-feira em um hospital de Buenos Aires para drenar um hematoma craniano, e já se encontra em um quarto da unidade de terapia intensiva. Uma vez finalizada a intervenção cirúrgica, que durou cerca de uma hora e meia, o porta-voz presidencial, Alfredo Scoccimarro, anunciou aos jornalistas que Cristina estava "bem" e "de muito bom ânimo".

As palavras de Scoccimarro foram aplaudidas e comemoradas pelas dezenas de seguidores da governante que permaneceram na rua à espera de notícias sobre o estado de saúde da presidente. "Força, Cristina!" e "Vamos, Cristina!" eram algumas das frases mais cantadas por militantes e simpatizantes reunidos ali com velas, cartazes e fotografias da governante com seu marido, o falecido ex-presidente Néstor Kircher, assim como de Juan Domingo Perón e Evita.

Cristina Kirchner passa bem Reuters


"A operação foi satisfatória", continuou o porta-voz presidencial, que explicou que, após recuperar-se da anestesia, Cristina "cumprimentou a todos" e expressou seu agradecimento "à equipe médica e a todas as pessoas que estão rezando por ela". O boletim médico divulgado pelo hospital detalha que o processo para "evacuar o hematoma subdural direito" foi realizado por meio de uma cirurgia "sem complicações". Previamente, "foram descartados os riscos cardiovasculares através de diferentes exames complementares".

O relatório também assegura que a paciente evolui bem e que "permanece internada na unidade de terapia intensiva". Cristina está acompanhada por seus filhos, Máximo e Florença, e sua mãe, Ofelia Wilhelm, segundo Scoccimarro. Nas próximas 48 horas, a governante só poderá receber visitas de seus familiares e logo será transferida a um quarto do mesmo andar, onde terá que permanecer pelo menos uma semana, de acordo com a imprensa local.

Antes do discurso do porta-voz presidencial, o governador da província de Buenos Aires, Daniel Scioli, foi o primeiro a anunciar que a operação tinha terminado e que a presidente se encontrava bem. "Força Cristina! Isto tem que unir a todos os que queremos o bem para o país", disse Scioli à imprensa. Através das redes sociais, a governante recebeu também mensagens de solidariedade para uma pronta recuperação.

Seguidores da presidenta comemoram sucesso de cirurgia Efe


Pelo Twitter, o candidato a deputado por Buenos Aires do governante Frente para a Victoria, Martín Insaurralde, afirmou estar "feliz com o resultado da cirurgia". Por parte da oposição, o cabeça da lista para deputado pela mesma província, Sergio Massa, da Frente Renovadora, expressou o desejo de seu partido "de uma pronta recuperação à presidente da República". Também Ricardo Alfonsín, da Frente Progressista Cívica e Social, fez votos através do Twitter para que "a presidente possa recuperar-se prontamente".

A hashtag #Fuerzacristina era "trending topic" nesta terça-feira na Argentina na rede social e a frase mais repetida nos cartazes que os militantes da governante colaram na entrada do hospital. O centro médico está protegido por fortes medidas de segurança, onde o uso de telefone celular está proibido, e o pessoal da Fundação Favaloro recebeu instruções de não falar com os jornalistas. Segundo Scoccimarro, a próxima informação oficial será divulgada ao meio-dia de quarta-feira.

Você pode gostar