Por bferreira

Rio - Importantes profissionais de saúde vão abrir espaço em suas agendas para ajudar a quem precisa. Será lançado hoje no Rio o ‘Horas da Vida’, projeto no qual médicos ‘doam’ tempo para consultas gratuitas a pessoas de baixa renda. São esperados cerca de cem especialistas no evento de abertura. A ideia é que os atendimentos comecem ainda este ano.

Neurocirurgião de ponta, Paulo Niemeyer já aderiu ao programa, além do ginecologista Heron Werner. De acordo com João Paulo Nogueira, criador do ‘Horas da Vida’ e dono da empresa ConsultaClick, os atendimentos serão agendados online, de acordo com a disponibilidade dos profissionais. Já o acesso da população aos especialistas será feito por meio das entidades Saúde Criança Matriz e AfroReggae, responsáveis pela triagem.

“A questão de ajudar, de atender gratuitamente, já está no DNA do médico. Por isso, resolvemos criar o programa e organizar a demanda”, conta João Paulo.

Segundo ele, a previsão é que as consultas sejam agendadas em até uma semana. Serão aceitas pessoas de baixa renda de todas as idades. Também haverá exames gratuitos e doação de óculos.

Em São Paulo, onde o projeto nasceu, já há 250 profissionais de 25 especialidades, incluindo médicos, nutricionistas, psicólogos e fisioterapeutas cadastrados. Além de consultas, o tempo pode ser doado para palestras e para discussão de casos clínicos com outros médicos. “O programa é contínuo. Não é um mutirão”, lembra.

O ‘Horas da Vida’ foi fundado em dezembro de 2012.

Você pode gostar