Marroquino é condenado a 10 anos de prisão por estuprar própria mãe

Homem chamado de pedófilo por jornal local, já havia sido preso por abusar de menina menor de idade

Por O Dia

Rabat (Marrocos) - Um marroquino foi condenado a dez anos de prisão por estuprar a própria mãe na cidade de Meknes, publicou nesta terça-feira o jornal "Aujourd'hui le Maroc". O homem, de 34 anos, tinha sido condenado anteriormente a dois anos de prisão por ter abusado de uma menor, de dez anos, que o reconheceu e o denunciou.

Depois de sair da prisão, o homem, que o jornal descreve como um pedófilo, voltou a agredir outra menina, desta vez uma vizinha de 12 anos que ele sequestrou e levou até sua casa.

Nesta ocasião, sua mãe, que já havia enfrentado o próprio filho em situações parecidas anteriormente, colocou-se entre ele a menina no momento em que o homem tentava se trancar com a menina no banheiro. O filho bateu em sua mãe e arrancou sua roupa, mas ela conseguiu escapar e se trancar em seu quarto.

Na manhã seguinte, quando saiu de seu quarto, o filho a atacou, bateu em sua cabeça com um pau até deixá-la inconsciente e a estuprou. A mãe denunciou o filho à polícia e um juiz o condenou a dez anos de prisão no dia 9 de outubro.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência