Por joyce.caetano

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na segunda-feira estar frustrado com os problemas num site crucial para o novo programa de saúde pública, e prometeu medidas para melhorar seu funcionamento.

Tentando se antecipar à polêmica, Obama foi ao Jardim das Rosas da Casa Branca para insistir que a lei conhecida como Obamacare é maior do que um simples site, e que os defeitos da página logo serão resolvidos.

O site entrou em funcionamento em 1º de outubro, para atender a milhões de norte-americanos sem acesso a planos de saúde, conforme prevê a lei de 2010 - um dos marcos do primeiro mandato do presidente.

Mas usuários do healthcare.gov enfrentam mensagens de erro, lentidão e falhas no sistema, e muita gente não consegue adquirir um plano apesar de repetidas tentativas.

Obama disse que "não há como edulcorar" o problema. "O site está lento demais. As pessoas estão ficando retidas no processo de solicitação. E acho justo dizer que ninguém está mais frustrado com isso do que eu."

A oposição republicana, que é fortemente contrária ao novo sistema, começou a voltar suas críticas para a maneira de implantação das medidas.

Obama lembrou que há centrais telefônicas fazendo o mesmo trabalho do site, e disse que os cidadãos que não conseguiram entrar no sistema serão contatados pessoalmente.

Reportagem de Steve Holland e Jeff Mason

Você pode gostar