Por tamyres.matos

Arábia Saudita - Um grupo de mulheres fez filmagens do momento em que dirigiam em cidades sauditas, desafiando advertências do governo de que seriam presas e processadas se tomassem parte na campanha contra o direito exclusivo dos homens de dirigir no país.

Cinco vídeos foram colocados nas redes sociais YouTube e Twitter na manhã deste sábado, com data de 26 de outubro, e supostamente mostram mulheres dirigindo em Riad, na região-oásis de al-Ahsa e na cidade de Jeddah. Não foi possível verificar quando as imagens foram realmente feitas.

No entanto, muitas participantes da campanha ficaram em casa, após telefonemas de homens dizendo-se do Ministério do Interior, afirmaram organizadoras da manifestação contra a proibição de as mulheres serem motoristas.

A polícia colocou postos de controle em algumas partes de Riad, disseram testemunhas, e pareceu haver mais agentes de trânsito do que o normal nas ruas da capital — no mais recente sinal da sensibilidade do assunto no reino ultraconservador.

O rei Abdullah tem impulsionado algumas reformas cautelosas, expandido a educação e o emprego para as mulheres. Por outro lado, ele tem sido muito cuidadoso para não criar grandes atritos com os clérigos conservadores.

Protestos são ilegais na Arábia Saudita, e reivindicações públicas de mudança política e social são interpretadas pelas autoridades como um desafio inaceitável à autoridade.

Você pode gostar