Por paulo.gomes

Vaticano - Após a tradicional audiência geral de quarta-feira, realizada na Praça São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco expressou sua preocupação pelo sofrimento da população no Iraque e fez um apelo para que este país "possa encontrar o caminho da reconciliação, da paz, da unidade e da estabilidade".

O pontífice explicou que nesta quarta-feira cumprimentaria uma delegação de superintendentes iraquianos que representam os diversos grupos religiosos presentes e "que constituem a riqueza do país". Na sequência, Francisco fez um apelo aos presentes "rezar pela querida nação de iraquiana, infelizmente golpeada cotidianamente por trágicos episódios de violência, para que possa encontrar o caminho da reconciliação, da paz, da unidade e da estabilidade".

A delegação de superintendentes iraquianos xiita, sunita, cristã, yazida e sabea do Ministério de Assuntos Religiosos da República do Iraque, a mesma mencionada pelo papa, participou nestes dias no Vaticano de uma reunião organizada pelo presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo inter-religioso, Jean-Louis Tauran. Trata-se da primeira reunião com o objetivo de empreender uma colaboração entre o próprio dicastério vaticano e as comunidades religiosas iraquianas, um encontro que, segundo o Vaticano, traz perspectivas de instituir um comitê de diálogo permanente.

Você pode gostar