Supertufão deixa mais de 100 mortos após passagem pelas Filipinas

Cerca de 800 mil pessoas tiveram que deixar suas casas e buscar refúgio em centros de evacuação

Por O Dia

Filipinas - Mais de 100 pessoas morreram na cidade de Tacloban, a capital da província de Leyte no centro das Filipinas, após a passagem do supertufão Haiyan pelo arquipélago, informou neste sábado, por rádio, a autoridade de Aviação Civil do país.

Supertufão arrasa as FilipinasReuters

O diretor do aeroporto de Tacloban informou ao escritório central em Manila que pelo menos "100 corpos estão pelas ruas da cidade e mais de uma centena de pessoas estão feridas", declarou à imprensa local John Andrews, subdiretor-geral da Autoridade de Aviação Civil das Filipinas.

"Esta informação é considerada muito confiável", disse Andrews durante uma entrevista à emissora ABS-CBN.

Partes de Tacloban, que tem uma população de 2 milhões de habitantes, "estão completamente em ruínas" depois que o supertufão arrasou a cidade durante a manhã de ontem, quando o ciclone atingiu sua potência máxima, destruindo todos os sistemas de comunicação da cidade.

O Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres informou, em seu último relatório oficial, que cinco pessoas morreram na região central do país após a chegada da tempestade. Além disso, 800 mil pessoas tiveram que deixar suas casas e buscar refúgio nos centros de evacuação disponibilizados pelo governo.

Reynaldo Balido, porta-voz do órgão governamental, disse que espera que o número de vítimas aumente nas próximas horas, depois que receber os relatórios das áreas devastadas.

Haiyan, batizado como Yolanda pelas autoridades locais, é o tufão mais potente deste ano no mundo e castigou as Filipinas com ventos sustentados de 235 km/h e rajadas de até 315.

"Yolanda causou prejuízos muito grandes e quase nenhuma casa ficou de pé" nas regiões mais afetadas, declarou Balido.

Antes da chegada deste último tufão às Filipinas, o 24º do ano, os meteorologistas tinham advertido que ele poderia ser mais devastador que o tufão Bopha, que deixou cerca de mil mortos em 2012.

Após arrasar o centro e o sul das Filipinas, Haiyan se encontra no Mar do Sul da China e segue rumo ao Vietnã.

Supertufão nas Filipinas deixa milhares de desabrigados Reuters


Últimas de _legado_Mundo e Ciência