Por cadu.bruno

Rússia - Logo após pregar os testículos com um martelo no chão da Praça Vermelha, em Moscou, na Rússia, o pintor Piotr Pavlenski foi internado neste domingo. O ato, que durou pouco mais de uma hora, foi em protesto contra o governo. Pavlenski ficou imóvel e nu, olhando o ferimento.

O russo afirmou que a ação representava a ‘metáfora da apatia e o fatalismo da sociedade russa’. A agência RIA Novosti noticiou que uma fonte das forças de segurança disse que o artista será detido após medicado.

Pavlenski foi internado depois da ação e pode ser detidoReuters

Não é a primeira vez que o pintor fere o corpo em protesto. Em maio, Pavlenski se amarrou em arame farpado, em manifesto contra a repressão legal do governo. Em 2012, o russo costurou os lábios em apoio ao grupo punk Pussy Riot, preso por cantar contra Putin.

No manifesto escrito pelo pintor, ele diz que “não é a arbitrariedade dos cargos públicos que priva a sociedade de sua capacidade de agir, mas sua fixação em derrotas e perdas que nos prega com cada vez mais força aos paralelepípedos do Kremlin, convertendo as pessoas em estátuas que aguardam, resignadas, seu destino”.

Você pode gostar