Tina Turner renuncia à cidadania americana

Cantora afirmou não ter fortes vínculos com os EUA

Por O Dia

Washington (EUA) - A cantora lendária de música soul Tina Turner renunciou no final do mês de outubro, na Suiça, sua cidadania americana, informou nesta terça-feira o jornal "Washington Post". A publicação cita um documento da embaixada dos Estados Unidos na Suíça no qual a intérprete de sucessos como "Proud Mary", "Ooh Poo Pah Doo" e "What's Love Got to Do with It", assinou a declaração de renúncia voluntária à cidadania americana no último dia 24 de outubro, em Berna.

Cantora Tina Tunner renunciou a cidadania americanaDivulgação

Nela, Turner afirmava não ter fortes vínculos com os EUA, com a exceção de sua família, e que também não tinha planos de residir nos EUA no futuro. A estrela do soul, de 73 anos e nascida no Tennessee, vive na Suíça há mais de duas décadas com seu marido, o produtor alemão Erwin Bach, e no último mês de abril adquiriu a nacionalidade suíça. Tina Turner ganhou oito prêmios Grammy e vendeu mais de 100 milhões de discos em toda sua carreira.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência