Venezuelanos vão às urnas para eleger prefeitos e vereadores

Votação testa popularidade do Chavismo

Por O Dia

Caracas - Os venezuelanos foram às urnas ontem para escolher autoridades de 337 prefeituras e 2.455 vereadores. Esse é o primeiro teste de popularidade do presidente Nicolás Maduro, que batizou a data como Dia da Lealdade a Chávez, em alusão ao aniversário de um ano do último discurso do presidente Hugo Chávez (1954-2013), antes de ele se submeter a sua quarta operação para o tratamento de um câncer em Cuba.

O país tem voto facultativo e uma abstenção histórica de 50% em eleições locais. Para garantir que os eleitores comparecessem aos 13.500 postos de votação, o partido governista mobilizou centenas de jovens ligados às Unidades de Batalha Bolívar Chávez (UBCH) para arrebanhar eleitores chavistas, onde quer que eles estivessem. A segurança foi garantida por 120 mil militares.

O Chavismo controla mais de 80% dos municípios e as pesquisas previam que ele conseguiria manter pelo menos dois terços. A Venezuela enfrenta grave crise econômica com inflação anual de 54% e escassez de produtos.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência