Restos humanos são encontrados em suposta vala comum na Sérvia

Corpos seriam de centenas de albaneses mortos durante a guerra 1998-99 no Kosovo

Por O Dia

Sérvia - Restos humanos que podem ser de centenas de albaneses mortos durante a guerra 1998-99 no Kosovo foram encontrados na Sérvia, perto da fronteira, disse um funcionário kosovar nesta sexta-feira.

Mais de 14 anos após o fim da guerra, as autoridades do Kosovo têm pressionado a Sérvia para continuar procurando corpos em seu território que podem ter sido transferidos por forças sérvias na tentativa de encobrir assassinatos da maioria albanesa no Kosovo.

"Por muitos anos, temos cooperado com informantes e eles nos disseram que pode haver mais de 250 corpos, eles até mencionam que pode haver 400 corpos", disse o chefe da comissão estatal de pessoas desaparecidas do Kosovo, Prenk Gjetaj.

Cerca de 10.000 pessoas devem ter morrido na repressão policial e do Exército sérvio na rebelião étnica albanesa em sua antiga província, que foi interrompida quando a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) lançou ataques aéreos contra a Sérvia, em 1999.

A maioria das vítimas era albanesa. Mais de 1.700 pessoas ainda estão desaparecidas.

O inquérito que levou à descoberta dos restos humanos foi um esforço conjunto do Kosovo, da Sérvia e da Eulex, a missão policial e de Justiça da União Europeia no Kosovo.

Autoridades do Kosovo e da Sérvia devem se reunir em breve para discutir como proceder com novas escavações. O gabinete do promotor de crimes de guerra em Belgrado não quis comentar.

Os restos mortais foram encontrados depois que escavadeiras removeram o pavimento de concreto no pátio de uma empresa de manutenção de estradas em Rudnica, no sul da Sérvia, perto da fronteira com o Kosovo.

Gjetaj não disse quantos corpos foram encontrados, mas que um grande edifício de escritórios no local teve que ser destruído durante a escavação.