Por helio.almeida

Vietnã - Dezenas de veteranos de guerra americanos retornaram ao Vietnã nos últimos anos à procura das namoradas e dos possíveis filhos que deixaram quando acabaram de prestar serviço, há pelo menos quatro décadas.

"Ajudamos a reunir veteranos com seus filhos perdidos e também com suas antigas namoradas através da organização Fatherfounded. É difícil, mas resolvemos uns oito casos por ano", assegura Hung Phan Ngoc, voluntário da sociedade.

Um dos últimos a atender ao chamado do passado foi Larry Johnson, um cineasta independente que após 40 anos decidiu enfrentar seus fantasmas e realizar um documentário sobre seu retorno ao Vietnã, onde deixou uma namorada e talvez um filho.

"Já completei 60 anos e quero encerrar os assuntos que deixei sem resolver em minha vida. É possível que tenha um filho de 40 anos que não conheço", explicou.

Johnson, que chegou em 1º de dezembro ao Vietnã e planeja ficar até o dia 20, procura sua antiga namorada vietnamita, Trong My Linh, com a qual viveu um romance de oito meses e que chamava pelo apelido de "Candy".

"Eu estava disposto a me casar com ela. Candy disse que estava grávida pouco antes da minha partida e nunca soube se era verdade, foi ela quem decidiu terminar nossa relação", explicou o antigo soldado, com dois casamentos desfeitos em sua história de vida.

Johnson usará suas fotos e desenhos para publicar anúncios na imprensa e também participará de um bem-sucedido programa de televisão que procura pessoas desaparecidas.

"Talvez tenha feito coisas ruins quando estive aqui, agora faço um balanço da minha vida e minha maneira de enfrentar esses fantasmas é voltar, me expressar através do documentário e se realmente tive um filho ou uma filha, ajudá-lo no que puder", desabafou o americano.

Você pode gostar