Por clarissa.sardenberg
República do Congo - Um grupo de homens armados atacou o aeroporto e assumiu o controle da emissora estatal de TV em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo, no que pareceu ser uma tentativa de tomada do poder por seguidores do líder religioso Paul Joseph Mukungubila.
A polícia montou um cordão de isolamento ao redor do prédio da TV pública, onde homens armados fizeram vários reféns, segundo relatos de jornalistas. Testemunhas também relataram tiros dentro do quartel Tshatshi, perto do Ministério da Defesa.
Publicidade
Antes da interrupção das transmissões da TV estatal, dois pistoleiros apareceram transmitindo o que parecia ser uma mensagem política contra o presidente Joseph Kabila, que assumiu o poder em 2001, após o assassinato de seu pai, Laurent.
"O gideão Mukungubila veio libertar vocês da escravidão pelos ruandeses", disse a mensagem.
Publicidade
Mukungubila, que se intitula "O profeta do eterno", disputou a Presidência contra Kabila em 2006, e foi derrotado.
O Congo, um vasto país no coração da África, tenta deixar para trás décadas de violência e instabilidade, especialmente no leste, uma região rica em recursos, onde milhões de pessoas já morreram por causa de fome e doenças evitáveis. O ONU tem uma missão de paz com cerca de 21 mil integrantes no Congo, a Monusco.