Por helio.almeida

Estados Unidos - A agência espacial americana (Nasa) registrou duas explosões solares de nível médio no dia 31 de dezembro de 2013, às 19h58, e no dia 1º de janeiro de 2014, às 16h52 (horário de Brasília). Bilhões de toneladas de partículas foram disparadas ao espaço.

Labaredas ocorridas são consideradas a mais fracas a causar algum tipo de efeito meteorológico espacial perto da TerraDivulgação

As labaredas ocorridas são consideradas a mais fracas a causar algum tipo de efeito meteorológico espacial perto da Terra. As duas explosões emergiram da mesma região ativa do Sol.

As imagens foram registradas pelo Observatório de Dinâmica Solar (SDO, na sigla em inglês) da Nasa, que mantém uma constante vigilância do Sol, coletando dados a cada 12 segundos.

De acordo com a Nasa, a radiação prejudicial de uma explosão solar não afeta fisicamente os seres humanos na Terra, mas pode afetar os sinais de comunicação, como de GPS.

Radiação solar não afeta fisicamente os seres humanos%2C mas sim os sinais de comunicaçãoDivulgação


Você pode gostar