Onda de frio com temperaturas de 45 graus negativos atinge leste da Rússia

O governo recomendou como medidas de segurança que as pessoas limitem seu tempo de permanência ao ar livre

Por O Dia

Moscou (Rússia) - O Ministério para Situações de Emergência da Rússia pediu nesta sexta-feira que a população das regiões do extremo oriente do país tome medidas de precaução devido à onda de frio polar que, nos próximos dias, vai derrubar as temperaturas para até 45 graus negativos.

O governo recomendou como medidas de segurança que as pessoas limitem seu tempo de permanência ao ar livre, principalmente as crianças, que deixem de usar os automóveis e evitem sair das áreas urbanas.

Nas principais estradas do extremo oriente foi organizado um serviço de guarda permanente, com mais de 60 patrulhas, para prestar assistência aos motoristas que necessitem de ajuda. Segundo as previsões meteorológicas, as temperaturas mais baixas ocorrerão na região de Amur, na fronteira com a China, onde os termômetros devem marcar até 45 graus negativos nas próximas horas.

A onda de frio polar se manterá no leste da Rússia até a próxima quinta-feira, pelo menos. Na parte europeia do país as temperaturas são, por outro lado, consideradas altas para esta época do ano: em Moscou, por exemplo, a mínima registrada nesta sexta-feira foi de 1 grau positivo.

No entanto, o Centro Meteorológico de Moscou advertiu nesta sexta-feira que a partir da próxima terça-feira as temperaturas vão cair pela noite até os 13 graus negativos e durante o dia não passarão dos 8 graus abaixo de zero, o que é comum durante o mês de janeiro.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência