Por tamara.coimbra
Suécia - Nove mulheres na Suécia receberam com sucesso úteros doados de parentes vivas e tentarão em breve engravidar, disse o médico encarregado do projeto, iniciado em setembro de 2012, mas oficialmente anunciado nesta segunda-feira.
A maioria das mulheres estão na casa dos 30 anos e faz parte do primeiro grande experimento para testar se é possível transplantar úteros em mulheres com o objetivo de que tenham seus próprios filhos. As receptoras nasceram sem o útero ou tiveram de removê-lo por causa de um câncer.
Publicidade
Transplantes de órgãos essenciais para a sobrevivência como corações, fígados e rins são feitos há décadas, e os médicos cada vez mais transplantam mãos, rostos e outras partes do corpo para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.
Os transplantes de útero - os primeiros com a intenção de ser temporários, só para permitir a gestação de uma criança - empurram essa fronteira para ainda mais longe e levantam algumas novas preocupações.