Por fernanda.magalhaes
Arábia Saudita - Um casal será julgado por "ter sido visto se beijando em uma das ruas da capital", informou nesta quinta-feira a Corte da província de Qatif, no leste do país.
De acordo com o jornal saudita "Al Sabak", a jovem foi detida depois que um homem denunciou tê-la visto "aos beijos com um homem em um carro em uma das ruas de Riad no mês passado", disse a Comissão para a Promoção da Virtude e Prevenção do Vício. Esse é o nome da polícia saudita encarregada de zelar pelo cumprimento dos rigorosos códigos islâmicos, segundo suas próprias interpretações do Corão e dos preceitos de Maomé, sobre roupas e a moral.
Publicidade
O casal foi colocado nas mãos do Escritório de Investigação e Apoio, que decidiu que o homem deveria ficar à disposição da justiça em Riad, onde reside, enquanto a jovem será julgada perante o tribunal de Qatif.
A fonte judicial confirmou que o tribunal fixou para a próxima semana a primeira sessão do julgamento da acusada, enquanto a corte de Riad ainda não especificou a data de início do processo contra o jovem.
Publicidade
A Arábia Saudita não tem um código penal escrito, o que permite aos juízes ditar sentenças baseando-se exclusivamente em suas próprias interpretações do Corão e dos preceitos de Maomé, consideradas as duas fontes principais da "sharia" (lei islâmica).
Grupos de direitos humanos denunciaram sérias restrições às liberdades individuais e coletivas no reino wahhabista, onde rege uma interpretação rígida do islã.