Mãe é acusada da morte do filho de 3 anos na Escócia

Corpo do menino foi encontrado nesta sexta-feira. Desde então, a mãe, de 33 anos, está presa

Por O Dia

Reino Unido - Rosdeep Kular, a mãe da criança de 3 anos encontrada morta na Escócia dois dias após ser dada como desaparecida, compareceu nesta segunda-feira ao tribunal de Edimburgo, onde foi acusada formalmente do assassinato do próprio filho.

Kular, de 33 anos, estava presa desde a madrugada de sábado depois que o corpo de Mikaeel Kular foi encontrado pouco antes da meia-noite de sexta-feira em uma floresta próxima a uma propriedade de sua família em Fife, ao norte de Edimburgo.

A mãe da criança compareceu nesta segunda-feira pouco antes das 14h (de Brasília) a uma breve audiência, realizada a portas fechadas no tribunal escocês, onde também foi acusada de tentativa de obstrução de justiça.

O caso continuará sendo examinado pela polícia e a próxima audiência já está marcada para dia 28.

Rosdeep Kular tinha denunciado o desaparecimento de Mikaeel de sua casa na noite da quarta-feira. Assegurou à polícia que tinha deixado ele dormindo e que na manhã seguinte ao acordá-lo, não estava na cama.

Respondendo ao pedido da polícia pela cooperação dos moradores, cerca de 200 voluntários participaram dos trabalhos de busca desde quinta-feira em uma intensa operação de resgate nos arredores de Edimburgo que só acabou quando o corpo do menino foi encontrado.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência