Por daniela.lima

Rio - Pelo menos 85 pessoas, incluindo 65 civis, morreram neste sábado em Aleppo, principal cidade do Norte da Síria, devido ao lançamento de barris de explosivos por helicópteros do Exército sírio. A informação é da organização não governamental Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH).

"Pelo menos 85 pessoas morreram, incluindo 65 civis, dos quais 13 crianças, dez jihadistas [combatentes] da Frente Al Nusra [ligada a Al Qaeda] e dez desconhecidos, atingidos por barris de explosivos lançados sobre bairros no leste de Aleppo", informou, hoje (2), a ONG.

Esses ataques aéreos ocorreram um dia depois de as negociações para a paz na Síria entre a oposição e o regime de Bashar Al Assad terem terminado, sem qualquer resultado, na Conferência de Paz Genebra 2.

O Exército sírio lançou uma ofensiva para entrar nos bairros rebeldes do leste de Aleppo. O ministro da Defesa, general Fahd Jassem al-Freij, foi para o local na sexta-feira (31), segundo a agência oficial síria Sana. O conflito na Síria já deixou mais de 130 mil mortos desde março de 2011, segundo as Nações Unidas.

Você pode gostar