Por tamara.coimbra

Estados Unidos - A autópsia realizada na segunda-feira em Philip Seymour Hoffman não teve os resultados esperados até a manhã desta terça, disse o médico legista de Nova York que não quis se identificar. As autoridades continuam trabalhando para determinar o que causou a morte do ator, que aparentemente foi vítima de uma overdose.

Hoffman, de 46 anos, foi encontrado morto no banheiro do apartamento onde morava, em Nova York, com uma seringa no braço esquerdo. Agentes disseram à agência Associated Press que os 50 envelopes encontrados em seu apartamento estão sendo examinados para confirmar o conteúdo da substância, que acredita ser heroína. De acordo com a polícia a investigação continua.

O ator, que ganhou o Oscar por sua atuação em "Capote" em 2005, foi visto vivo pela última vez às 20h deste sábado. Ele era esperado para buscar seus filhos no domingo, mas não apareceu. O dramaturgo David Katz e outra pessoa foram ao apartamento e encontraram o ator morto. Hoffman deixa sua esposa, Mimi O'Donnell, e seus três filhos.

Philip Seymour Hoffman foi encontrado no banheiro de seu apartamentoReuters


Você pode gostar