Operação para evacuação de civis de Homs é ampliada

Operação foi estendida até o próximo sábado. Pelo menos 70 pessoas entre 15 e 55 foram libertadas nesta quinta-feira

Por O Dia

Egito - A operação para retirar civis e levar ajuda humanitária para a parte antiga da cidade de Homs, no centro da Síria, foi ampliada para até o próximo sábado pela tarde, garantiu nesta quinta-feira à Agência Efe o governador da região, Talal al Barazi.

"Enquanto a ONU receber solicitações de pessoas que queiram sair de Homs, faremos o possível para que saiam do centro velho e para evitar mais mortes", enfatizou.

Segundo Barazi, pelo menos, 70 pessoas de idades entre 15 e 55 anos foram libertadas nesta quinta-feira depois que foram retiradas do centro velho e transferidas para as "dependências judiciais para estudar a situação legal".

Essas pessoas se somam as 111 que já foram libertadas na terça-feira passada, e que fazem parte de um total de 350 detidos após ser retirados, afirmou o governador.

Civis esperam para serem evacuados de Homs%2C na Síria%2C nesta quarta-feiraReuters

A ONU tinha denunciado que as forças governamentais sírias detiveram, nos últimos dias, 338 homens que saíram da parte antiga de Homs durante a operação de retirada de civis para ser interrogados.

Barazi negou que nesta quinta-feira mais pessoas tenham saído dessa parte da cidade, apesar da agência oficial de notícias "Sana" divulgar previamente declarações do governador em que ele dizia 70 pessoas saíram.

Desde a sexta-feira passada, quando começou uma trégua humanitária para permitir a retirada de civis e a entrada de ajuda humanitária, 1.400 pessoas saíram da parte antiga, cercada pelo exército sírio desde junho de 2012, segundo o dirigente.

Participam da operação, representantes da ONU e do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, que no sábado passado foi atacado enquanto tentava realizar a operação, e que teve que suspender as atividades na terça-feira passada.


Últimas de _legado_Mundo e Ciência