Por tamara.coimbra

Ucrânia - O Parlamento da Ucrânia aprovou nesta terça-feira o envio do presidente deposto Viktor Yanukovich para ser julgado por "crimes graves" em uma corte criminal internacional, assim que for capturado.

Uma resolução amplamente apoiada pela assembleia ligou Yanukovich, deposto no sábado e agora um fugitivo, à violência policial contra manifestantes que, segundo o texto, levou à morte de mais de 100 cidadãos ucranianos e estrangeiros.

A resolução afirma que o ex-ministro do Interior Vitaly Zakharchenko e o ex-procurador-geral Viktor Pshonka, também procurados pelas autoridades, devem ser enviados, assim como o ex-presidente, para a corte internacional, sediada em Haia.

Você pode gostar