Por tamara.coimbra

Estados Unidos - O ator Russell Crowe lançou uma campanha no Twitter para que o Papa Francisco assista a "Noé", adaptação cinematográfica do relato bíblico da Arca de Noé estrelada por ele e dirigida por Darren Aronofsky ("Cisne Negro"). Crowe disse acreditar que o longa "fascinará" o sumo pontífice.

Nesta terça-feira, Crowe enviou quatro mensagens para @Pontifex, o Twitter do Papa, com o objetivo de mostrar o filme, que estreará dia 28 de março nos Estados Unidos e duas semanas depois na Itália. "É poderoso, fascinante e ressonante", disse Crowe em seu primeiro tweet, logo seguido por outro em que pedia aos seus 1,3 milhão de seguidores para que o ajudassem a repercutir o convite ao pontífice.

Russell Crowe no filme 'Noé'%2C adaptação cinematográfica do relato bíblico da Arca de NoéDivulgação

"Ajudam? Retuítem o anterior", disse o ator, que conseguiu que a conta do Papa no Twitter recebesse sua mensagem mais de 500 vezes.

Crowe pediu desculpas ao Papa pelo "caos" que causou e reiterou seu convite. "O filme 'Noé' te fascinará'", afirmou. Ele ainda declarou que seria seu "prazer mais profundo" levar o filme do diretor Darren Aronofsky ao Papa e se despediu com um "inshallah", que quer dizer "se deus quiser" em árabe.

A conta @Pontifex não respondeu Crowe, mas o porta-voz do vaticano, Federico Lombardi, comentou ano passado que o Papa não assistia a filmes, ao ser perguntado se o pontífice veria "Philomena", de Stephen Frears. "Philomena" narra a história de uma mulher que teve o filho levado para adoção sem seu conhecimento por freiras quando vivia com elas em um convento.

De acordo com o site da revista "The Hollywood Reporter", a afirmação de Lombardi não bate com declarações anteriores do Papa Francisco, que já afirmou gostar dos clássicos italianos de Federico Fellini, Roberto Rossellini e Luchino Visconti.

Você pode gostar