Por tamara.coimbra

Síria - Cerca de 3,3 mil pessoas morreram desde o início do ano devido ao conflito entre diferentes facções rebeldes que tentam derrubar o presidente sírio, Bashar al-Assad, afirmou nesta quarta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos, baseado na Grã-Bretanha.

A pequena mas poderosa dissidência da Al Qaeda chamada Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) tem sido confrontada por outros insurgentes na Síria, incluindo uma ramificação oficial da Al Qaeda, a Frente Nusra. Os confrontos começaram por causa de disputas territoriais e de poder e desde então têm se espalhado pelo território controlado por rebeldes na Síria.

Você pode gostar