Por tamara.coimbra

Rússia - O Reino Unido também suspendeu sua participação nas reuniões preparatórias dos próximos dias para a cúpula do G8 de Sochi, na Rússia, marcada para os dias 4 e 5 de junho, informou neste domingo o ministro de Relações Exteriores britânico, William Hague. O chefe do Foreign Office fez o anúncio à emissora pública "BBC" da base militar das Forças Aéreas britânicas (RAF) em Northolt, justo antes de embarcar em um voo rumo a Kiev, onde deve reunir-se neste domingo com o presidente interino da Ucrânia, Aleksandr Turchinov.

"Temos que reconhecer que a soberania e a integridade territorial da Ucrânia foram violadas e esta não pode ser a maneira de dirigir os assuntos internacionais", afirmou o ministro, que pediu para Moscou falar "diretamente" com os novos líderes ucranianos.

Hague acrescentou que, "além de ter pedido no sábado uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, o Reino Unido se unirá a outros países do G8 na hora de suspender nossa cooperação sob o G8, que este ano é presidido pela Rússia, incluindo as reuniões previstas esta semana para os preparativos da cúpula".

Com relação à futura participação britânica na cúpula de Sochi, o ministro acrescentou que "a decisão futura dependerá do que ocorra nos próximos dias". A decisão do Executivo de Londres é anunciada depois que o presidente russo, Vladimir Putin, obteve permissão do Senado para enviar tropas de seus país a território ucraniano.

Segundo o Foreign Office, Hague deixará claro durante sua visita à Ucrânia o apoio britânico ao novo governo desse país, formado após a fuga do deposto presidente Viktor Yanukovich, refugiado na Rússia.

A França foi outro país que suspendeu neste domingo sua participação nas reuniões prévias à cúpula do G8. Um porta-voz do Palácio do Eliseu confirmou que o presidente da França, François Hollande, tomou essa decisão depois de se reunir de urgência com o ministro das Relações Exteriores, Laurent Fabius.

Você pode gostar