Por tamara.coimbra

Vaticano - O Papa Francisco pediu orações pela Ucrânia e convocou a comunidade internacional a fazer tudo o que esteja em suas mãos para "favorecer o diálogo das partes" que se enfrentam no país. "A Ucrânia está vivendo uma situação delicada. Espero que todas as partes estejam atuando para superar incompreensões e construir juntos para o futuro da nação", afirmou da janela do apartamento pontifício.

"Peço à comunidade internacional que apoie cada iniciativa de diálogo e concórdia", concluiu. Não é a primeira vez que o Papa se refere à situação na Ucrânia, onde os protestos contra o governo de Viktor Yanukovich explodiram no final de novembro passado e provocaram a fuga do presidente.

Durante a Oração do Ângelus do dia 26 de janeiro, Francisco reconheceu que se sentia "próximo da Ucrânia", em particular "dos que perderam a vida nos últimos dias", e também defendeu um diálogo construtivo que acabe com a crise atual. Do mesmo modo, durante a audiência geral que realiza toda quarta-feira na praça de São Pedro do Vaticano, no último dia 19 de fevereiro, o bispo de Roma voltou a expressar sua preocupação pela situação na Ucrânia.

Também durante a abertura da segunda jornada do Consistório sobre a Família Francisco rezou pelo país do Leste Europeu e enviou saudações aos cardeais ucranianos.

Você pode gostar