Último sinal do avião veio do solo

Polícia investiga por qual razão piloto usava o simulador de voo que mantinha em casa

Por O Dia

Kuala Lumpur (Malásia) - O mistério sobre o desaparecimento do Boeing 777 da Malaysian Airlines faz aumentar a quantidade de versões para explicar o que aconteceu. Neste domingo, mais uma hipótese foi levantada: a de que o último sinal enviado pela aeronave, sete horas após o desligamento dos equipamentos de comunicação, foi emitido do solo.

A informação é de um funcionário do Departamento de Aviação Civil do país. O avião desapareceu no último dia 8, com 239 pessoas a bordo, quando seguia de Kuala Lampur para a China. Outro ponto confirmado pelas autoridades foi a de que o último contato entre a aeronave e os controladores de voo aconteceu quando o sistema de comunicação Acars (que ‘conversa’ com a torre) já estava desligado.

Segundo o jornal ‘The Telegraph’, o avião precisaria de uma pista com no mínimo 5 km para pousar. Depois de entrar anteontem na casa do piloto Zaharie Ahmad Shah, as autoridades malasianas passaram a analisar o simulador de voo em formato real que ele tinha em sua residência.

Amigos dizem que Zaharie passava as horas de folga no simulador, mas o ministro de Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein, deixou claro que é cedo para se tirar conclusões. Até os engenheiros que trabalharam no avião antes de sua decolagem estão sendo investigados. Nenhuma hipótese é descartada.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência