Cristina Kirchner transfere ao papa 'sentimento de afeto' dos argentinos

Papa Francisco e a presidenta da Argentina trocaram presentes durante uma reunião

Por O Dia

Cidade do Vaticano - O papa Francisco recebeu nesta segunda-feira em reunião fechada à presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que transferiu ao pontífice "a saudação, os bons desejos e o sentimento de afeto" do povo argentino por ocasião de seu primeiro ano de Ministério, informou a Santa Sé.

A governante argentina chegou ao encontro mancando e com uma tala na perna esquerda por conta de uma entorse no tornozelo sofrido enquanto andava no quarto do hotel. Ela foi atendida no Hospital Universitário "Umberto I" de Roma. Cristina chegou à residência Santa Marta às 13h10 (hora local) (9h10 em Brasília).

Em um primeiro momento, a reunião foi entre o papa, a presidente e a delegação argentina, da qual faz parte o chanceler, Héctor Timerman. O encontro durou 20 minutos. Em seguida, às 13h30 (hora local) (9h30 em Brasília), Francisco e Cristina mantiveram um encontro fechado, que consistiu em um almoço que durou, aproximadamente, três horas. Os dois trocaram presentes.

Papa Francisco se encontrou com Cristina Kirchner nesta segunda-feiraEfe

Entre as recordações, Cristina deu um quadro de Santa Rosa de Lima, padroeira da Independência da República Argentina; um livro sobre a Casa Rosada, sede da presidência, e uma foto do papa trabalhando há anos na Villa 21-24, o maior assentamento de casas pobres de Buenos Aires. Já o pontífice presenteou Cristina com uma cópia de sua exortação apostólica "A alegria do Evangelho" (Evangelii Gaudium) e um medalhão em bronze com a imagem de São Martinho em alto relevo.

O papa voltou a comentar nesta segunda a possibilidade de viajar para seu país neste ano para participar do Congresso Eucarístico Nacional que será realizado em Tucumán. Esse já é o terceiro encontro que Cristina tem com o papa desde que ele foi eleito em março do ano passado.

Do Vaticano, a presidente argentina e a delegação se dirigiram à França para reunião com o presidente François Hollande. A governante e sua comitiva voltam à Argentina na próxima quinta-feira.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência