Por julia.sorella

Berlim - A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concordaram em telefonema nesta terça-feira que a declaração de independência da Crimeia e a anexação da região pela Rússia é "um golpe inaceitável na integridade territorial da Ucrânia", disse o gabinete da líder alemã.

O gabinete de Merkel disse, em comunicado, que os dois líderes viram as sanções impostas pelos Estados Unidos e pela União Europeia às pessoas implicadas na anexação da Crimeia como uma consequência das ações russas, mas eles permanecerão abertos ao diálogo.

Desafiando os protestos ucranianos e as sanções ocidentais, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou um tratado na terça-feira tornando a Crimeia parte da Rússia novamente, mas disse que não pretende anexar nenhuma outra parte da Ucrânia.

Angela MerkelReuters


Você pode gostar