Por julia.sorella

Sana - Dois funcionários estrangeiros que trabalham no escritório das Nações Unidas no Iêmen foram sequestrados nesta terça-feira por um grupo de homens armados, informou à Agência Efe uma fonte policial.

Os sequestradores são suspeitos de pertencer à rede terrorista AlQaeda, segundo a fonte, que, por outro lado, não soube confirmar a nacionalidade dos dois estrangeiros. Uma destas duas pessoas é um diplomata da missão da ONU em Sana, enquanto a outra é uma mulher cuja identidade ainda é desconhecida.

Ambos os sequestrados foram ameaçados com pistolas por um grupo de homens armados, o qual seguia em um veículo 4x4, de acordo com testemunhas citados pela fonte policial. O sequestro ocorreu em uma movimentada rua da zona residencial de Fada, onde estão concentradas as sedes diplomáticas e as embaixadas dos países estrangeiros no sul da capital iemenita, Sana.

Após o fato, as forças de segurança isolaram as ruas adjacentes e iniciaram uma investigação para tentar capturar os culpados. Os sequestros de estrangeiros são frequentes no Iêmen e, em sua maioria, são cometidos por tribos que usam os reféns para pressionar o governo de Sana em relação aos seus pedidos.

Você pode gostar