Grupo armado pró-Rússia toma cidade na Ucrânia

Governo de Kiev prepara tropas para enfrentar os agressores , que atuam no Leste

Por O Dia

Kiev - Separatistas armados tomaram o controle de uma cidade no leste da Ucrânia ontem, e o governo em Kiev preparou tropas para lidar com o que chamou de “um ato de agressão da Rússia”. Os ativistas pró-Rússia invadiram prédios públicos em Slaviansk e levantaram barricadas nos arredores da cidade. Instalações oficiais em diversas regiões vizinhas também foram atacadas.

Ao menos 20 homens armados com pistolas e rifles invadiram a estação de polícia e a sede de serviços de segurança em Slaviansk, cidade com mais de cem mil habitantes a cerca de 150 quilômetros da fronteira com a Rússia. Os invasores teriam coletado centenas de pistolas de arsenais nos dois prédios. Os militantes substituíram a bandeira ucraniana em um dos prédios pela bandeira vermelha, branca e azul da Rússia.

Militantes substituíram a bandeira ucraniana em um dos prédios de segurança de Slaviansk pela bandeira vermelha%2C branca e azul da RússiaReuters

Os acontecimentos elevaram preocupações sobre uma possível “guerra do gás”, que pode interromper o fornecimento de energia no continente. “As autoridades ucranianas consideram os eventos uma demonstração de agressão externa por parte da Rússia”, disse o ministro do Interior, Arsen Avakov, em comunicado.

“Unidades dos ministérios do Interior e Defesa estão implementando um plano de resposta operacional.”
A Rússia e a Ucrânia são parte de uma disputa depois que protestos em Kiev derrubaram o presidente pró-Kremlim Viktor Yanukovich. Logo depois, os russos enviaram suas tropas para anexar a Crimeia, que era parte da Rússia até 1954.

As autoridades de Kiev favoráveis à integração com o ocidente acreditam que a Rússia esteja tentando criar um pretexto para uma nova intervenção. Elas afirmam que forças russas se concentram na fronteira leste da Ucrânia, mas Moscou diz que se trata de movimentações rotineiras.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência