Ebola faz Gâmbia suspender voos de Guiné, Serra Leoa e Libéria

Medida foi tomada para prevenir a proliferação do vírus. O novo surto do ebola começou em março, na Guiné, onde 67 já pessoas foram vítimas da doença

Por O Dia

Dacar - Gâmbia suspendeu os voos procedentes de Guiné, Libéria e Serra Leoa, países nos quais foram registrados casos confirmados ou suspeitos de ebola, para evitar a propagação do vírus, informou nesta terça-feira a imprensa local.

Segundo a emissora "Africa No 1", captada em Dacar, a decisão de suspender os voos procedentes desses países foi notificada oficialmente pelas autoridades às companhias aéreas que viajam à Gâmbia. A medida, com efeito imediato, será aplicada até novo aviso aos voos diretos entre Guiné, Libéria, Serra Leoa e Gâmbia, enquanto nos que fazem escala nos três primeiros países não poderão embarcar passageiros da Gâmbia.

Esta decisão das autoridades de Banjul se soma à do Senegal, país limítrofe com a Gâmbia que anunciou na semana passada o fechamento de sua fronteira terrestre com Guiné para evitar a entrada do vírus do ebola. No entanto, Senegal manteve os voos entre os países, embora tenha reforçado o dispositivo de vigilância epidemiológico, no aeroporto internacional de Dacar, dos voos procedentes de Guiné, Libéria e Serra Leoa ou que fazem escala nele.

Inspetor de saúde desinfeta casa de portador do vírus Ebola%2C na GuinéReuters

Até no último dia 8, tinham sido detectados 157 casos em Guiné -onde surgiu o surto no último dia 22 de março - e deles 101 doentes morreram e 67 puderam ser confirmados por testes de laboratório, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Na vizinha Libéria, foram detectados 21 casos, entre eles 10 mortes, e destes cinco foram confirmados em laboratório, de acordo com a OMS, apesar das autoridades liberianas falarem de 11 óbitos. Em Serra Leoa, dois pacientes dos quais se suspeitava deram negativo nos testes médicos.

A África Ocidental está experimentando seu primeiro grande surto de ebola, um vírus contra o qual não existe vacina ou tratamento efetivos. O vírus do ebola, que surgiu pela primeira vez em 1976 no Zaire (atual República Democrática do Congo) e Sudão, se transmite por contato direto com o sangue e os fluidos e tecidos corporais das pessoas ou animais infectados.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência