Postos de saúde oferecem até plantas medicinais

Cultivo de mudas está sendo realizado em Clínicas da Família. Há cursos e oficinas

Por O Dia

Rio - Para tratar resfriado, xarope feito da planta guaco. Mas, na hora de espantar os mosquitos, o ideal é um repelente feito de citronela. Essas e outras práticas estão sendo ensinadas nas unidades de saúde municipais. São as Hortas Medicinais Comunitárias, presentes em 13 Clínicas da Família e uma Policlínica. No ‘quintal’ das unidades, são plantadas diversas espécies de plantas medicinais e aromáticas. Não há alimentos.

Pacientes atendidos nos locais aprendem a utilidade e o cultivo de cada uma delas. Há ainda aulas sobre como preparar xaropes, loções para piolho e temperos sem o uso do sal, método importante para os hipertensos. Os cursos acontecem nas unidades e também na Fazenda Modelo, em Guaratiba, e as aulas são dadas, normalmente, por farmacêuticos.

Nas unidades%2C usuários aprendem a utilidade e o manejo das plantas e ainda levam mudas para casa Divulgação

“Casos mais simples conseguimos tratar apenas com a planta medicinal. Quem faz a indicação é o profissional de saúde”, explica Helene Frangakis de Amorim, Subgerente do Programa de Plantas Medicinais e Fitoterapia da Secretaria Municipal de Saúde. “Queremos resgatar o uso das plantas medicinais no tratamento”, conclui.

Segundo Helene, as hortas servem como modelo. O cuidado é feito por uma equipe e pelos usuários. O paciente ganha uma muda da planta para cultivar em casa e preparar o próprio ‘medicamento’. Hipertensa, a aposentada Maria José Nunes dos Santos, 52 anos, aprendeu a fazer as refeições substituindo o sal pelos temperos naturais colhidos na horta. Nesse caso, são utilizados manjericão, alecrim e coentro.

Maria José conta também que aprendeu a fazer repelente e xarope caseiro. “Eu tinha uma tosse alérgica e melhorei muito. E o melhor é que eu mesma faço em casa. Até meu marido aprendeu a fazer os diferentes chás e a ter cuidado com as plantas”.

Nas unidades de saúde, os pacientes participam também de oficinas para fazer sabonete, velas e cremes, com o objetivo de complementar a renda. Para saber as unidades de saúde mais próximas da residência, basta entrar em contato pelo telefone 1746.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência