Por julia.sorella

Washington - O estado de Arkansas, nos Estados Unidos, emitiu neste sábado realizou o primeiro casamento de um casal homossexual, depois de um juiz do estado, no sul do país, eliminar na sexta-feira a proibição às uniões entre pessoas do mesmo sexo.

Chris Piazza determinou que a emenda constitucional aprovada pelos eleitores em 2004 viola os direitos dos casais do mesmo sexo, o que abriu as portas para a união civil neste sábado de Kristin Seaton, de 27 anos, e Jennifer Rambo, de 26 anos. A cerimônia foi oficiada por uma mulher vestida com as cores do arco íris, símbolo da luta dos direitos homossexuais. "A exclusão de uma minoria sem que exista um motivo racional estabelece um precedente perigoso", escreveu ontem Piazza.

O procurador-geral do Arkansas, Dustin McDaniel, adiantou que apelará da decisão. "Respeitamos a decisão do tribunal, mas seguindo a obrigação do procurador-geral de defender a constituição estadual, apelaremos", afirmou em comunicado Aaron Sadler, porta-voz do escritório de McDaniel.

A decisão de Piazza também deixa sem validade uma lei estadual de1997 que proibia o casamento homossexual. A Suprema Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucional em junho do ano passado a Lei de Defesa do Casamento (DOMA), que o definia como a união entre um homem e uma mulher.

Você pode gostar