Crianças que ajudam os pais com a comida se alimentam melhor, diz estudo

'Eles ganham motivação porque o prato está sendo ‘construído’ na companhia e com o carinho dos pais' disse a nutricionista Silvia Papini Berto

Por O Dia

Rio - Bater massa de bolo, montar salada colorida ou ajudar a lavar frutas, atividades simples do dia a dia, quando atribuídas a crianças, fazem com que elas se alimentem mais e melhor. Pesquisa realizada na Suíça apontou que a galerinha que ajuda os pais a preparar refeições ingere 75% mais verduras, 27% mais frango e 25% mais calorias.

Segundo a professora e nutricionista da Universidade Estadual Paulista Silvia Papini Berto, o principal fator para o resultado positivo é a importância que os pequenos passam a dar ao alimento. “Eles ganham motivação porque o prato está sendo ‘construído’ na companhia e com o carinho dos pais,” detalha. Papini crê que, hoje em dia, com o alto consumo de produtos industrializados, as crianças não são mais testemunhas do ‘ato’ de cozinhar e acabam não entendendo a importância da escolha por ingredientes saudáveis.

Clique no link para ver a fotoUanderson Fernandes / Agência O Dia

Provar diferentes alimentos desde a infância é o principal conselho do pediatra Antônio Carlos Turner. “Nossas papilas gustativas ‘enviam’ informações ao cérebro, onde ficam armazenadas.” Adolescentes e adultos têm mais dificuldade para incluir novidades na dieta. Quanto mais cedo se começa a ‘guardar’ a memória gustativa, melhor.

O estudo associou o crescimento nos índices de consumo de verduras à facilidade das crianças em escolher, elas mesmas, os ingredientes da salada. O trabalho, do Centro de Pesquisa da Nestlé, convocou 47 famílias para os testes. Pais ou mães, com seus filhos de 6 a 10 anos, foram divididos em dois grupos. Metade das crianças ajudou o responsável na cozinha. A outra ficou brincando enquanto os pais faziam a função. Os pequenos que colaboraram ficaram mais tempo saboreando a comida. O tempo na cozinha foi proporcional ao tempo na mesa e ao orgulho de si próprios.

Eduardo%2C Luigi e Luisa%3A cozinheiros em programa do Canal GloobDivulgação

A delícia de escolher ingredientes

A alegria de compartilhar momentos na cozinha é comum na casa de Gabriel Barros, 8 anos. Sua mãe, Rosane, 42, incentiva o filho. A receita de uma salada verde ensinada numa reportagem de TV fez com que a dona de casa começasse a atribuir tarefas ao pequeno. A isca foi o queijo parmesão. Hoje, diversos alimentos entraram na dieta do garoto. “Agora, Gabriel monta os pratos e abre os potes, ” diz ela . Beterraba, cenoura, alface, tomate e azeitona são seus ingredientes preferidos, conta a mãe coruja. O ideal é começar com funções simples: escolher frutas, montar salada, lavar legumes e bater massa de bolo.

O assunto já até virou tema de programa de TV. No ‘Tem Criança na Cozinha’, do canal Gloob (segunda à sexta-feira, às 19h30), os meninos Eduardo e Luigi e a adolescente Luisa preparam receitas deliciosas para crianças fazerem com os pais.

Receitas

Penne Tricolocor: Os pais devem cozinhar quatro xícaras de macarrão penne tricolor e 400 gramas de peito de frango para desfiar. Depois, a criança pode adicionar ao macarrão com frango um copo de iogurte natural, cheiro verde, milho, cenoura ralada, ervilha e tomate cereja (a gosto) . Para temperar: sal, azeite e limão.

Gelatina: Após os pais fazerem 4 pacotes de gelatina de sabores diferentes, a criança pode cortá-las já prontas em cubos e colocar em travessa transparente. Depois, dissolver saquinho de gelatina sem sabor em 4 colheres de água quente. No liquidificador, bater junto com 1 lata de leite condensado e 1 lata de creme de leite sem soro. Jogar o creme na travessa e deixar na geladeira até ficar consistente.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência