Por marlos.mendes

Rio - O Facebook mudou radicalmente quando adotou a timeline do Twitter — então seu principal adversário no ringue das redes sociais — e tornou-se muito mais dinâmico. Houve muita reclamação, mas a rede de Zuckerberg não deixou de crescer por causa disso. Agora é a vez de Twitter adotar um recurso mais do que útil do Facebook: o mudo. O anúncio foi feito no blog oficial da empresa dos 140 caracteres.

Muitos usuários do Facebook entravam em crise existencial quando precisavam se desligar virtualmente de um amigo mala sem ferir seus sentimentos. Como não ser obrigado a ver as bobagens do sujeito sem deixar de segui-lo, o que poderia criar constrangimentos na vida real? A turma do Zuckerberg inventou o recurso "seguir" que permite que você seja amigo do mala com opção de não receber no seu Feed as publicações do 'sem rodinhas'. Voi lá, o Facebook adquiria, assim, ferramentas imprescindíveis ao convívio social: o cinismo e o ouvido mouco.

Ferramenta semelhante existe agora para o Twitter. Imagine, por exemplo, aquele amigo tricolor empedernido que adora falar antes, durante e depois do jogo. Domingo de Fla x Flu, o "mala" — que na verdade é gente finíssima, só tem esse transtorno psicoesportivo — desata a falar sobre um gol roubado, um impedimento, um penalti não marcado com tamanha fúria que a discussão acaba voltando ao Brasileiro de 1982... E você, que não está nem aí para o jogo, acaba se aborrecendo. Solução, vá ao perfil do 'sem alça' e silencie-o temporariamente!

O usuário silenciado continuará recebendo seus tuítes, e poderá retuitá-los ou respondê-los, mas você não verá nada do que ele publicar. O melhor de tudo, ele não fica sabendo de nada e pode ser "desamordaçado" a qualquer momento. O recurso funciona nos apps para iOS e Android, assim como para o site, e será liberado aos poucos para todos os mais de 200 milhões de usuários do Twitter nas próximas semanas.

Ah, para silenciar o chato da hora, digite mute @nomedomala

Você pode gostar