Diretor de documentário premiado no Oscar se suicidou, segundo seu irmão

'Posso confirmar que foi um suicídio e que estava deprimido há pouco tempo', afirmou o irmão de Malik Bendjelloul

Por O Dia

Copenhague - O cineasta sueco Malik Bendjelloul, que venceu o Oscar ao melhor documentário em 2013 com "Searching for Sugar Man", se suicidou, afirmou nesta quarta-feira seu irmão para um jornal sueco. "Posso confirmar que foi um suicídio e que estava deprimido há pouco tempo", afirmou Johan Bendjelloul à edição digital do jornal "Aftonbladet".

O diretor sueco, de 36 anos, foi encontrado morto na terça-feira em Estocolmo, mas a polícia não tinha informado a causa do falecimento, apenas que não se tratava de um crime. "A vida não é sempre tão simples. Estive com ele todo o tempo até o final", disse Johan.

Malik BendjelloulEfe

Malik Bendjelloul se tornou conhecido em seu país de origem como ator infantil na série de televisão "Ebba och Didrik", e já adulto trabalhou na emissora pública da Suécia.

A fama internacional foi alcançada com "Searching for Sugar Man", sua estreia no cinema, que conta a história real de Rodríguez, um artista de rock dos anos 70 que desapareceu entre notícias de suicídio depois que seu primeiro álbum foi um fracasso. Sua música, no entanto, fez sucesso na África do Sul, onde dois de seus admiradores decidiram anos depois investigar que foi esse homem, uma viagem em busca das marcas de seu ídolo que fez eles descobrirem o que se passou.

O cineasta sueco preparava agora um documentário sobre o conservacionista Lawrence Anthony, conhecido como o homem que "podia" falar com os elefantes.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência