Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - Danielle Shea, de 22 anos, foi presa na noite deste domingo, em Quincy, Massachusetts, acusada de passar um trote para a polícia com alarme falso de bombas. A estudante norte-americana da Universidade Quinnipiac, ligou para uma delegacia avisando sobre duas bombas que estariam na biblioteca da instituição. Danielle pretendia cancelar a formatura, pois não queria que seus pais descobrissem que havia abandonado a faculdade.

Danielle foi presa após criar falso alarme de bomba para cancelar formatura Reuters

Os planos da jovem não deram nada certo e após a polícia retirar cerca de 5 mil pessoas da biblioteca, a formatura foi realizada em um campus da universidade em outra cidade.

A falsa denúncia foi feita durante a tarde deste domingo. A jovem ligou e disse: “Bomba no campus”. Após 20 minutos, entrou em contato novamente com a polícia e falou: “Várias bombas no campus. Vocês não checaram a graduação”.

De acordo com a polícia, a jovem fez a ligação assim que chegou à cerimônia de graduação. Ela teria se desesperado quando os pais perceberam que o nome dela não estava na lista de formandos.

"Ela não morava mais no campus. A mãe pensava que ela ia todo dia para a faculdade", disse o delegado de polícia Ronald Smith.

Danielle foi acusada de relatar um incidente falso à polícia e foi detida sob fiança de US$ 10 mil. Ela deverá comparecer ao tribunal em Meriden no próximo dia 30.


*Com informações da Reuters

Você pode gostar