Por leonardo.rocha

Afeganistã - O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, comemorou nesta quarta-feira à decisão tomada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de "reduzir a zero" as tropasamericanas em solo afegão em 2016.

"O fim da presença militar americana e que as tropas afegãs façama segurança no país foi uma das principais reivindicações do presidente, do governo e do povo do Afeganistão", afirmou Karzai emum breve comunicado.

"Como demonstrou a história, as tropas afegãs poderão proteger o povo e manter a integridade territorial do país", disse ele, após agradecer o auxílio da comunidade internacional desde 2001.

Obama faz discurso em jardim da Casa Branca sobre a retirada de soldados do Afeganistão%2C nesta terça-feiraReuters


O presidente afegão aproveitou o comunicado para pedir aos talibãs que não deixem passar essa "oportunidade histórica" e ponhamfim à guerra que eles mesmos começaram com o pretexto de enfrentaràs tropas estrangeiras no Afeganistão.

"Unamos nossas mãos para fazer avançar este amado país rumo àpaz, a prosperidade e ao progresso". Na mesma linha que Karzai, o comandante-chefe da missão da Otanno Afeganistão (Isaf), Joseph F. Dunford, assegurou em entrevista coletiva nesta quarta-feira em Cabul que confia na habilidade do exército e da polícia afegã para manter a segurança no país.

Obama anunciou nesta terça-feira o compromisso de manter 9.800 soldados no Afeganistão uma vez que termine a missão da Isaf, em dezembro desteano, e de completar a saída total do país no final de 2016.

Você pode gostar