Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - Uma mulher de 25 anos sobreviveu a um terrível ataque de urso no Alasca, nos Estados Unidos, ao se fingir de morta. Jessica Gamboa treinava para uma maratona de corrida dentro de uma base militar quando o ataque aconteceu. O animal chegou a agarrá-la e lançá-la contra o chão por diversas vezes. A americana permaneceu em posição fetal e sem fazer barulho e, segundo especialistas, isso provavelmente a salvou.

Americana Jessica Gamboa em entrevista divulgada pelo exército americano após ataque de urso Reprodução Internet

O ataque ocorreu no dia 18 de maio e o exército americano divulgou uma entrevista nesta quinta-feira. “Eu não consigo acreditar que isso realmente aconteceu”, disse Jessica.

Ela relatou que encontrou o urso acompanhado por seus dois filhotes na base Elmendorf-Richardson, em Anchorage. Jessica é casada com um soldado que serve no local.

“Eu sentia que estava sendo espancada até a morte”, disse Jessica, que permaneceu deitada por alguns minutos até o animal se afastar e gritou por socorro. Como não obteve ajuda, ela ainda caminhou até a estrada mais próxima e pediu a um soldado que a levasse a um hospital da base. No caminho, a mulher usou as mãos para conter os sangramentos no pescoço.

Urso como o que atacou Jessica Gamboa no AlascaReprodução Internet

Jessica conta que se "entregou" ao urso. Segundo o agente de conservação da base, Mark Sledge, a mulher agiu de forma correta ao demonstrar ao animal que não era uma ameaça. “Tudo isso mostra que ele estava preocupado em proteger seus filhotes”, disse.

No ataque, a mulher teve lacerações e fraturas no pescoço, pernas e braços e uma de suas orelhas foi rasgada. Ela recebeu alta nesta quinta-feira.

Você pode gostar