Por clarissa.sardenberg

Estados Unidos - Uma americana deixou os convidados de seu casamento completamente perplexos com a forma escolhida para inserir a filha recém-nascida na cerimônia religiosa. Shona Carter-Brooks prendeu a bebê de apenas um mês à cauda de seu vestido de noiva e arrastou a menina pelo chão da igreja até o altar.

Bebê arrastada pela igreja Reprodução Internet

Muitos ficaram revoltados com a atitude da noiva, que chegou a receber ameaças de ser denunciada à defesa dos direitos das crianças. Shona apenas alegou que a recém-nascida estava "acordada e muito segura", além de "coberta por Cristo".

Segundo o tabloide Daily Mail, o vestido da mulher é da linha White da cobiçada estilista Vera Wang e foi adaptado especificamente para poder prender a menina. A peça teria custado cerca de R$ 3 mil.

Imagens da cerimônia de casamento entre Shona Carter-Brooks e Johnathan Brooks estão gerando polêmica na web.O evento ocorreu no mês passado, em Ripley, e no perfil da mulher no Facebook, continua a imagem dela com a bebê presa à cauda do vestido.

"As pessoas me questionam por que fiz, fazem comentários negativos. Nós cremos que estamos cobertos pelo sangue daquele que nunca perde seu poder. Então para a mídia, rádio, jornais e quem mais que queira falar sobre o assunto: 'Mídia, mídia sei como funciona, independente da situação ou do propósito sempre haverá coisas negativas a se dizer! A resposta é que fizemos o que nós queríamos fazer, e enquanto Jesus estiver ao nosso lado tudo vai funcionar bem e continuar bem", afirmou Shona no Facebook em resposta às críticas, mas sem se explicar muito bem.

Pequena Aubrey foi arrastada pela igreja no cauda do vestido de noiva da mãe, Shona Reprodução Internet


Você pode gostar