Homem-Aranha da Times Square, vai a julgamento por agredir mulher

Philip Williams, que ganha a vida como o super-herói Homem-Aranha em Nova York, pode pegar até 90 dias de prisão por bater em uma turista

Por O Dia

Nova York - Philip Williams, o homem por trás de um dos mais populares personagens da fauna de Nova York que ganha a vida sendo o Homem-Aranha da Times Square, compareceu nesta terça-feira a uma audiência na cidade, acusado de bater em uma mulher que se negou a dar gorjeta após tirar uma foto com ele.

Williams deixou por um dia o uniforme de super-herói e, de terno e gravata, se apresentou diante do juiz para se defender. Ele afirma que atuou em defesa própria na discussão que teve em fevereiro de 2013 com Victoria Goreaciuc, de 46 anos. Segundo a advogada de Willians, ele só bateu em Victoria depois de ela jogar um pedaço de gelo na cabeça dele, e por causa do medo de ser mais agredido, publicou o jornal "New York Daily News".

A acusação, por sua parte, garante que o "pedaço de gelo" era simplesmente uma bola de neve. Segundo o promotor, Victoria perdeu a cabeça e jogou neve em Williams depois de ele a xingar por não ter recebido nenhuma gorjeta, mas isso não justificaria a agressão. O mascarado "super-herói" é acusado de ataque e constrangimento e pode ser condenado a até 90 dias de prisão.

O incidente não é o primeiro protagonizado pelos personagens que ganham a vida em Times Square graças às gorjetas dadas pelos turistas que tiram fotos com eles. Na semana passada, um homem de 41 anos vestido de Estátua da Liberdade foi detido após brigar com outro com a mesma fantasia, enquanto no começo do ano outro, caracterizado de Woody, o cowboy de"Toy Story", foi acusado de intimidar duas mulheres.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência