Inteligência dos EUA afirma que avião foi alvo de míssil

Avião foi derrubado com cerca de 295 pessoas

Por O Dia

Estados Unidos - Os Estados Unidos enviou uma equipe à Ucrânia para "determinar o que aconteceu" com o avião comercial da Malaysa Airlines, que caiu no leste da Ucrânia.

O vice-presidente americano, Joe Biden ligou hoje para o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, e ofereceu ajuda para elucidar as causas do acidente do avião com 295 pessoas à bordo. Poroshenko aceitou a ajuda e os Estados Unidos, que enviou uma equipepara a Ucrânia para determinar que aconteceu com o avião.

O presidente americano, Barack Obama, também garantiu hoje que seu governo está em contato com a Ucrânia e ofereceu assistência para ajudar a determinar o ocorrido.

Ucrânia diz que aeronave teria sido abatida e acusa Rússia. Avião havia decolado de Amsterdã%2C na Holanda%2C e deveria chegar a Kuala Lampur%2C na MalásiaFotos%3A Reuters

O governo americano não se pronunciou ainda sobre as possíveis causas, informando apenas que a prioridade é determinar se havia americanos à bordo do avião da Malaysia Airlines.

Poroshenko, por sua vez, afirmou:  "O incidente não foi uma catástrofe, mas um ato terrorista", informou seu chefe de imprensa, Sviatoslav Tsegolko.

O Boeing-777 da Malaysia Airlines, que fazia a rota de Amsterdam para Kuala Lumpur, caiu na região oriental de Donetsk, cenário de combates entre as forças do governo da Ucránia e os rebeldes pró-russos. Logo após o acidente, o governo ucraniano e os rebeldes se acusaram mutuamente pela derrubada do aparelho.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência