Passagem do tufão 'Rammasun' pelas Filipinas deixa pelo menos 40 mortos

País se recuperava ainda dos danos causados por outro tufão, o "Haiyan", que em novembro do ano passado deixou 6,3 mil mortos e mais de mil desaparecidos

Por O Dia

Filipinas - O Conselho de Gestão e Redução de Risco de Desastres das Filipinas elevou nesta quinta-feira para 40 o número de mortos após a passagem do tufão "Rammasun" pela metade norte do arquipélago, onde outras quatro pessoas continuam desaparecidas. A tempestade também deixou 17 feridos e afetou mais de 880 mil pessoas, das quais mais de 525 mil permanecem em 1.200 centros de evacuação, segundo o Conselho em seu último comunicado.

Além disso, 23 estradas e duas pontes da região afetada permanecem fechadas e mais de 26 mil casas ficaram total ou parcialmente danificadas. O Ministério de Energia informou, por outro lado, que a rede elétrica foi restaurada em 84% de Manila, depois que nesta quarta-feira cerca de 5 milhões de casas ficaram sem luz devido aos danos sofridos pela infraestrutura de distribuição.

Homem tenta remover árvore gigante que caiu sobre carro por causa da passagem do forte tufão EFE

O tufão afetou 12 províncias da metade Norte do país, das quais quatro continuam sob estado de calamidade, o que permite ao governo controlar os preços de necessidades básicas e conceder empréstimos sem juros, entre outras medidas.

O "Rammasun", chamado de "Glenda" pelas autoridades das Filipinas, chegou ao país enquanto este ainda se recuperava dos danos causados por outro tufão, o "Haiyan", que em novembro do ano passado deixou 6,3 mil mortos e mais de mil desaparecidos, além de aproximadamente 28,7 mil feridos.

Apesar de o Conselho de Desastres ainda ter que calculado o custo dos prejuízos causados pelo "Rammasun", o órgão considera que o mesmo "não chegou perto" da devastação provocada pelo "Haiyan". O tufão, de cerca de 500 quilômetros de diâmetro, tocou o solo na última terça-feira por volta das 17h (horário local, 6h de Brasília) e deixou o arquipélago ao meio-dia de ontem (1h de Brasília).

A temporada de tufões nas Filipinas, que geralmente vai de junho até novembro, registra entre 15 e 20 tufões todos os anos.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência